sábado, novembro 25, 2006

Pensamentos sobre mim

As pessoas fogem-me. Eu fujo delas.
Os sonhos acordam-me. Mas a realidade não é um sonho.
Divirto-me com quem me diverte. Aos outros finjo.
O silêncio não pára o tempo. O relógio também não.
Não tenho certezas. A minha vida é incerta.
Tenho medo. E ninguém me dá a mão.

3 Comments:

Anonymous Mary said...

Eu dou-te a mão! Até tenho duas e tudo! ;)

****

00:08  
Blogger Liliana said...

Bem... de onde vem tanta inspiração? Não tens alguma para me dar?
Gostei especialmente da frase do tempo! (e das outras também).

Muito bem Bounty!! ;)

00:21  
Blogger João de Matos said...

pelos vistos estamos os dois com grandes problemas de existencia! O que é bom, porque as composições poeticas tornam-se mais intensas!

15:29  

Enviar um comentário

<< Home